O Melhor Começo… Por Jim Rohn

abril 11th, 2014 by J Menezes

             Alguém já disse: “Não rogue para que as coisas sejam mais fáceis,  antes,  rogue por mais obstáculos e mais desafios,  pois é com eles que o caráter do homem e sua vontade de vencer são formados”.  Quase todas as histórias de sucesso que conheço começaram no ponto em que a pessoa encontrava-se completamente prostrada,  em total impotência mental e financeira. 

            Nestas condições,  as pessoas sentem-se em geral o suficientemente revoltadas para alcançar em seu interior bem profundo para retirar talentos,  aptidões,  desejo e determinação – os elementos básicos necessários para alguém que deseja que as coisas melhorem.  É diante da adversidade que as coisas começam a mudar,  e as “coisas” sempre mudam como um resultado da mudança pessoal que ocorre.  Descobri que as “coisas” nunca mudam – não por si mesmas. 

            É o momento em que o ser humano com revolta,  desejo e determinação suficientes para mudar sua vida,  dirige-se finalmente ao plenário da justiça humana e grita para que todo o mundo o escute:  “Chega de derrota e humilhação,  eu não vou mais tolerar isso”.  Esse é o momento em que a hora,  o destino e as condições convocam uma reunião às pressas e os três,  esgotados,  concordam:  “É melhor ficarmos de lado,  pois não temos forças para impedir esse tipo de resolução”. 

            Mas,  infelizmente,  as massas de pessoas não mudam – elas esperam que as condições mudem – culpando os outros ou culpando as situações por seu escasso progresso.  Elas aceitam a derrota como se fosse o desígnio da natureza que a humanidade rolasse em poças de derrota e autopiedade.

            Mas… a vida vai continuar… mesmo que você agora possa estar derrotado.  O mundo acordará amanhã exatamente como o fez hoje,  e os fatos continuarão a se manifestar com uma regularidade constante.  Seu  papel atual de fracasso,  ou sucesso,  é uma condição temporária.  Você reagirá contra o fracasso tão certo quanto você caiu no fracasso.  A condição de qualquer pessoa que se sente derrotada e envergonhada está se repetindo com milhares de seres humanos em algum ponto do mundo neste exato momento. 

            Alguém uma vez sugeriu que eu deveria dizer a mim mesmo:  “Isto também vai passar”,  a cada vez que ficasse tentado a achar que eu tinha aceitado toda a negatividade e fracasso que minha vida poderia tolerar.  De todos aqueles que,  neste momento,  estão mental,  espiritual e financeiramente esgotados,  alguns vão lutar por novo começo e,  ao encontrá-lo,  vão colocar-se novamente em pé e vão voltar para o mundo para não apenas fazerem bem,  mas para deixarem suas marcas indelevelmente impressas no mundo político,  social ou dos negócios.  Vão escrever sobre eles,  falar sobre eles e eles serão observados pelos colegas em várias maneiras. 

            O mundo então os julgará como tendo “sorte” de alguma maneira,  e não terá conhecimento da agonia e solidão que cada um experimentou antes que começasse sua marcha para cima e para a realização.  Desta forma,  por mais tolo que possa soar,  agradeça a Deus por suas limitações ou fracasso presentes,  se esse for o caso,  pois agora você ocupa uma posição de onde quase todas as histórias de sucesso tem início.  Você pode ir para onde desejar ir,  fazer o que desejar fazer,  tornar-se o que desejar ser… exatamente de onde você está! 

            Assim,  fique grato pela adversidade.  Mas,  para seu próprio bem e futuro melhor,  faça-a trabalhar para você,  e não contra você.  O mundo,  de boa vontade,  tomará seu partido e o deixará sentir pena de si próprio – até você finalmente morrer,  pobre e sozinho – se for isso o que você quer.  O mundo também ficará de lado,  uma vez que você decida firmemente que sua situação atual é apenas temporária e que vai voltar a ficar em pé e vai continuar até deixar sua marca.  O mundo realmente não tem tempo para importar-se com a escolha que você faz,  assim,  pelo menos por você mesmo,  dê uma oportunidade para a aventura,  arrisque-se,  lute com todas as suas forças e com seus olhos firmemente fixados na realização e não meramente na existência e autopiedade.

            Deste momento em diante,  e durante o que permanece de saldo em sua vida,  comprometa-se com a excelência,  lembrando-se de que seu desafio é vencer.  Faça de sua vida algo notável!

Comentários

Comentar

;
;