Casais: Um Quer Fazer Dieta, Outro Não. E Agora?

novembro 20th, 2012 by J Menezes

O que acontece quando uma pessoa precisa fazer dieta e a outra não? Nessa semana irei abordar como os casais podem se ajudar no percurso dessa mudança de Estilo de Vida. Com certeza você conhece casais onde um é magro e come de tudo e o outro tem sobrepeso e quer emagrecer. Como os integrantes desses casais podem se ajudar e não se atrapalhar?

Vamos imaginar que você seja o que precisa vigiar a ingestão de calorias. Você está determinado e tem um plano. E você realmente precisa do apoio de seu parceiro em seus esforços. Para fazer isso, ajuda ter um bom entendimento  de como seu parceiro será atingido e como pedir apoio de forma razoável. O que você faz afeta a outra pessoa também. Quando metade do casal decide fazer dieta, isso impacta ambas as partes. Quando você anuncia que vai entrar em dieta, seu parceiro pode pensar: “Eu não casei para isso! “Existem, provavelmente, muitas coisas que giram ao redor da alimentação, então seu parceiro fica imaginando o que terá que fazer. Principalmente, de que vão ter que abrir mão! Talvez sair com os amigos. Afinal de contas, não é só sua vida que está mudando.

Sete dicas para ter o suporte necessário:

Dica 1: Não pense no que está fazendo somente como “uma dieta”

Quando você diz que está entrando em uma dieta, isso sugere que é algo que você está fazendo somente por um tempo e depois vai sair. Em vez disso, foque em simplesmente fazer melhores escolhas alimentares e ficar mais saudável. Adotar um planejamento alimentar muito drástico pode ser algo que não consiga fazer por muito tempo e você não deve esperar que seu parceiro faça também. Por outro lado, adotar uma dieta mais saudável é bom para todo mundo.

Dica 2: Aprenda a pedir ajuda

Pedir ajuda a seu parceiro não é a mesma coisa que pedir para que entrem em dieta junto com você. Você quer que seu parceiro respeite seus esforços e esteja disposto a fazer o que puder para ajudar. É como se seu parceiro quisesse ajudar, mas não sabe o que fazer… Então seja específico. Está planejando ir para academia algumas noites por semana? Então peça por ajuda no preparo das refeições ou para ficar com as crianças. Se seu parceiro ainda vai manter guloseimas pela casa, peça para que coloque em lugares que só ele saiba e não ofereça somente uma mordida.

Dica 3: Prepare o terreno

Você não quer dizer de repente que tudo vai mudar. Se você negocia com antecedência, ficará mais fácil para você como encontrar um ponto de equilíbrio. Talvez comer fora seja um problema para você, mas a solução não é dizer que restaurantes estão proibidos. Você pode determinar que restaurantes têm as melhores escolhas ou pedir para seu parceiro dividir a entrada com você.

Dica 4: Não peça a seu parceiro para te vigiar ou chamar sua atenção se você trapacear

O que você come é sua responsabilidade. É injusto colocar a culpa em outra pessoa. E se você trapacear, você irá colocar a culpa no parceiro. É uma péssima dinâmica, evite.

Dica 5: Seja razoável em seus pedidos

Você pode visualizar seu parceiro indo para academia com você a noite, mas isso não vai acontecer se ele gosta de correr pelo parque de manhã.

Dica 6: Não fique com raiva e frustrado com a outra pessoa

… Somente por que eles podem ser sortudos em comer sem preocupação. E sentir pena de si mesmo não é produtivo também.

Dica 7: Tire o foco da comida

Você não precisa de uma refeição hipercalórica para se divertir quando sair a noite. Focalize em o quanto está se divertindo e no tempo que está passando com seu parceiro. A pessoa com quem está é mais que um companheiro de alimentação. E você tem muitas outras coisas que pode compartilhar além de uma fatia grande de pizza.

Comentários

Comentar

;
;