Descobrindo o Mito

dezembro 12th, 2011 by J Menezes

Entrevista com Chris Carley – Chairman’s Club Member (Publicada na Revista UPLINE)

Chris Carley tinha um relacionamento desestruturado, excesso de peso e trabalhava em uma fábrica como caixa quando foi introduzida aos produtos da Herbalife há oito anos atrás. Por cinco meses ela utilizou os produtos, e sua perda de peso fez com que muitas pessoas imaginassem como eles poderiam fazer também. Sem nenhuma carreira anterior de sucesso, Chris começou um negócio que iria quebrar todos os recordes da Companhia – ela se tornou o Distribuidor mais bem pago no terceiro ano.

Como você se sentiu quando quebrou os recordes da Companhia, Chris? Eu honestamente me senti como Cinderela. Eu tinha vivido em um apartamento escuro, com um marido abusivo que me fazia ir de bicicleta na chuva panfletar a noite e não me deixava usar o carro. Todas as vezes que eu subia no palco, eu começava a chorar. Muitas pessoas acham que você nunca faz mais dinheiro do que as pessoas que entram primeiro. Isso é estranho. Eu não acho que as pessoas entendem o quão fácil é, realmente.

Você tinha a intenção de fazer o que fez quando começou? Sim. Eu me mantinha olhando para essas pessoas, e mesmo que eu não tivesse sucesso, eu ouvia histórias que eram até piores que a minha, então eu pensava: “ Ei, eu vou me sair muito bem.” Muitas pessoas dão desculpas quando estão quebradas. Eu estava quebrada e minhas coisas estavam sendo tomadas de mim. Eu não podia comprar livros e ainda não era uma boa vendedora. Assim, eu fui a biblioteca e peguei Zig Ziglar, Tony Robbins, Como fechar uma venda e todos os livros sobre MLM que eu pude. Assim eu fiquei o máximo de tempo estudando meu campo de ação. Quase todas as vezes que as pessoas não conseguem, eu acho que a maioria é preguiçosa. Eu não conheço realmente alguém que por acidente consegui um ás. Até mesmo minha patrocinadora, ela esteve no negócio por seis anos, nunca desistiu e continuou colocando seus anúncios. Seu cheque obviamente subiu quando ela me patrocinou, mas ela ainda estava no jogo. Muitas pessoas culpam o patrocinador e a companhia pelo seu insucesso, mas enquanto você amar os produtos, e eles forem consumidos, nada pode parar você.

Quando você pensou que as pessoas estavam procurando a mesma coisa que você e por isso o mercado estaria saturado? Essa foi a primeira coisa que veio a minha mente, porque todo mundo ao meu redor estava dizendo isso. Mas, quando eu falava com as pessoas elas não tinham nem idéia sobre o negócio. Mesmo se eles já estivessem escutado, eles tinham um conceito errado sobre a oportunidade. As pessoas questionam tudo o tempo todo.

O que você diz? Que o sucesso vem do trabalho em você mesmo. Eu estava lendo Upline, Big Al, Fogg, tudo que eu pudesse ter em minhas mãos. Eu não ligo se você só consegue tirar 1 coisa boa de todo um livro. Essa única coisa pode te dar um milhão de dólares. Eu recomendo tudo para todos, porque eu não sei o que vai funcionar para quem. Pelo que sei, alguém em minha downline pode ler este artigo e a mensagem pode crescer dentro dele, mesmo que eu já tenha dito um milhão de vezes.

Eu vejo muitas pessoas como moscas, batendo na janela de vidro quando a poucas polegadas está a entrada. Alguns distribuidores tentam tão duro, trabalham todo o dia, mas parecem não chegar a lugar nenhum. Você já ouviu a definição de insanidade? Fazer a mesma coisa sempre e esperar resultados diferentes? Se não está funcionando para você, mas está para outros, pare, olhe ao seu redor e faça exatamente o que as pessoas bem sucedidas estão fazendo.

Quando distribuidores vêm a mim com uma oportunidade fantástica que eles escutaram, a primeira coisa que faço é pedir que perguntem a pessoa a quanto tempo ela está no negócio e pedir para ver um cheque. As pessoas fazem grandes propagandas e sem dinheiro algum, é um grande problema.

Como você trabalhou aqueles 3 primeiros anos? Eu focalizei em minhas forças. Meu pai foi muito importante para minha vida e ele me disse: “Se você não pode correr rápido, então bata a bola acima da cerca para que possa correr as bases tranqüila.” Eu posso não ser uma boa vendedora ou oradora, mas eu sabia fazer os números. Nada me bloqueava de falar com 10 pessoas por dia. Isso eu podia fazer.

Eu também sou preguiçosa, então se eu achar uma forma mais fácil de fazer, eu uso. Uma coisa que percebi é que eu estava fazendo e dizendo a mesma coisa várias vezes. Eu fique cansada disso! Eram sempre as mesmas perguntas e receios. Então eu gravei minha voz ao telefone. Você podia me ver dando treinamento mas não podia escutar o que eu dizia no dia a dia. Eu estava dando apresentações e treinamentos. Eu pensei: “Como eu poderei ter uma downline de 400.000 pessoas se tenho que falar com cada um pessoalmente?” Então eu fiz um vídeo. Não é bonito. As vezes aparece alguém na minha downline que é bem melhor que eu, que faz 9 vendas de dez contatos, aí eu peço que ele grave uma fita. Nós simplesmente estamos adicionando novas fitas e vendendo ao preço de custo. Eu tenho as mesmas fitas quer usava há 7 anos atrás.

As pessoas precisam acreditar nelas mesmas. Se você pode falar de coração e compartilhar com eles o que você passou, eles descobrirão que podem fazer também. É difícil dizer essas coisas, mas se as pessoas não tivessem dito isso para mim, eu provavelmente não teria ido tão longe como fui. Como um líder você tem que parar de sentir pena de si mesmo, todas as desculpas são iguais. Eu tenho um downline cego que está indo muito bem no negócio. Existe sempre alguém que pode fazer e você também pode. Eu tenho um argumento que usei com uma pessoa do meu grupo. Ela disse: “Bem, dinheiro não é importante para mim.” Eu disse: “Você não está sendo verdadeira. Você tem uma netinha nova, cinco dias de vida e não tem dinheiro para comprar uma passagem de avião.” Ela começou a chorar e disse, “Você está certa.” Você tem que tirar as desculpas das pessoas e então acreditar na habilidade delas em encontrar a força dentro si mesmas. Eu digo que você deve ter medo. Eu estava com medo. É humano. Você irá cometer erros.

Quando as pessoas me vêem, eles dizem: “Você devia fazer vídeos melhores,” ou “você tem o dinheiro, agora você pode contratar um fonoaudiólogo.” Mas eu sou uma garota do interior. Se eu fizer isso, então ninguém acreditará que pode ser bem sucedido sem isso. Eu falo do coração.

Comentários

Comentar

;
;